Sertânia-PE-Sob a Proteção
de Nossa Srª. da
Imaculada da Conceição

Ricardo Fotografias

Para reflexão

Perfil

 

Engenharia Elétrica

Visitas

2006671
HojeHoje257
OntemOntem587
Esta SemanaEsta Semana844
Este MêsEste Mês9727
TodasTodas2006671

Luiz da Silva Dodô

Banner

Raimundo Sá Laet (Mundico)

Banner

Marcos Cordeiro

Banner

Waldemar Cordeiro

Banner

 

comício

Veja ! Conhecendo as Camuflagens, As estações do Ano, Conhecendo as Unidades de Medidas, Origem dos Nomes dos Planetas, Aves Aquaticas, Flores Ornamentais, Dispersão de Sementes, Animais que Voam e Animais Quadrúpedes... PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 
Escrito por Lívio Chaves   
Seg, 04 de Maio de 2015 09:43

 CONHECENDO AS CAMUFLAGENS

 


Camuflagem é a maneira pela qual muitos animais usam sua forma e coloração para se esconder de seus predadores, ou para evitar que as presas fujam. Assim, as listras das zebras e as manchas das girafas tornam esses animais pouco visíveis nas savanas, onde habitualmente vivem, especialmente ao anoitecer, quando o ataque dos predadores é mais provável.
Por outro lado, a pelagem manchada do leopardo o dissimula muito bem nas regiões arborizadas onde caçam, permitindo-lhe aproximar-se sorrateiramente de suas presas.
O desenho malhado das asas de muitas mariposas torna esses insetos difíceis de serem vistos pelas aves.
Muitos peixes têm a parte superior do corpo mais escura e a inferior clara, para contrabalançar o efeito da luz que vem de cima.
Alguns animais, como o camaleão, desenvolveram um mecanismo que lhes permite mudar de cor para confundir-se com o ambiente.
A camuflagem também pode ser feita a partir de uma semelhança com objetos do ambiente. Assim, o bicho-pau pode assemelhar-se a um galho seco; e algumas borboletas possuem listras que se parecem com as nervuras das folhas em que pousam.


 CONHECENDO AS ESTAÇÕES DO ANO

 

 

As estações são os períodos climáticos de aproximadamente três meses em que se divide o ano. São causados pelo movimento da Terra e sua atmosfera ao redor do Sol e pelas mudanças decorrentes da inclinação do seu eixo para perto ou para longe dele, durante sua órbita anual.
Em qualquer período do ano, as condições que ocorrem no hemisfério sul , em termos de luminosidade e temperatura, são geralmente opostas às que ocorrem no hemisfério norte. Assim, quando no hemisfério sul é verão, no hemisfério norte é inverno.
As regiões polares têm apenas duas estações: um longo inverno e um verão curto. Nas latitudes médias há quatro estações: primavera,verão, outono e inverno. Em baixas latitudes ocorrem dois conjuntos de estações: primeiramente, um inverno curto e frio seguido de um verão longo e quente; e, em segundo lugar, uma estação chuvosa e uma estação seca.
No hemisfério sul, em latitudes médias, as estações e os meses correspondentes são os seguintes: a) primavera - setembro, outubro e novembro; b) verão - dezembro, janeiro, fevereiro; c) outono - março, abril, maio; d) inverno - junho, julho, agosto.
As estações do ano estão tradicionalmente associadas ao ciclo anual das plantas,
especialmente as cultivadas. Assim, a primavera é a estação do plantio e germinação; o verão é o período de crescimento e maturidade; o outono é a época da colheita; e o inverno é a estação da letargia ou vida latente.
 
 


 

CONHECENDO AS UNIDADES DE MEDIDA
 
 


Unidade Valor
 

Acre........................ 4,046 metros quadrados
Alqueire mineiro......48.400 metros quadrados
Alqueire paulista...... 24.200 metros quadrados
Are.......................... 100 metros quadrados
Braça de Cerca....................... 2,20 metros
Galão...................... 3,785 litros
Hectare................... 10.000 metros quadrados
Hectare................... 2,5 acres
Jarda...................... 91,44 centímetros
Libra....................... 453,592 gramas
Libra....................... 0, 4536 quilogramas
Litro........................ 1 decímetro cúbico
Metro...................... 100 centímetros
Metro cúbico........... 1.000 litros
Milha....................... 1,609 quilômetros
Milha/hora............... 0,447 metros/segundo
Onça......................28,349 gramas
Pé..........................30,48 centímetros
Polegada............... 2,54 centímetros
Quilograma.............1.000 gramas
Quilômetro............. 1.000 metros
Quilômetro quadrado....................... 100 hectares
Tonelada................ 1.000 quilogramas
 

 CONHECENDO A ORIGEM DOS NOMES DOS PLANETAS

 


Se dependesse da etimologia da palavra planeta, a Terra e os outros planetas estariam fora de órbita. O termo vem do latim " planetae " que, por sua vez, provém do grego " planes ", que significa errante ou que se desvia do caminho.
O nome Terra vem do latim " terra " , que significa o globo terrestre , mundo.
Os nomes dos outros planetas têm origem nos nomes de deuses da mitologia greco-romana, como segue:
Mercúrio - deus romano dos viajantes.
Venus - deusa romana do amor e da beleza.
Marte - deus romano da guerra.
Júpiter - pai de todos os deuses romanos.
Saturno - deus grego da fartura.
Urano - rei dos céus, na mitologia grega.
Netuno - deus romano dos mares.
Plutão - deus romano do inferno. Recentemente, Plutão foi rebaixado para a categoria de asteróide.
 
 
 
 
 
 
 

Conhecendo as Aves Aquáticas

 


A maioria das aves tem habitat terrestre, seja no solo, como o avestruz e a ema, seja nas árvores, como o tucano, o papagaio e os pássaros. Porém, existem muitas aves adaptadas à vida aquática.
Em primeiro lugar, devem ser citados os pinguins, cujos membros anteriores se transformaram em aletas que lhes permitem nadar. Habitam a Antártida e regiões vizinhas, alimentando-se de peixes e um pequeno camarão chamado krill.
Um grupo de aves aquáticas é constituído pelas aves marinhas, que possuem
os dedos das patas unidos por uma membrana natatória, como a gaivota, o albatroz, a fragata e o pelicano, que se alimentam de peixes apanhados no mar.
Outro grupo de aves aquáticas são as chamadas palmípedes, isto é, que possuem as patas palmadas, como: pato, ganso, marreco, cisne, etc., que se alimentam de peixes, rãs, moluscos, crustáceos, etc.
Outro grupo de aves aquáticas é representado pelas pernaltas, isto é, aves que têm pernas e pescoço compridos, como: flamingo, garça, cegonha, jaburu, etc. Sem serem exclusivamente aquáticas, freqüentam os pântanos e beiras de rios e lagos, sendo chamadas "aves ribeirinhas". Alimentam-se de animais que vivem nos alagadiços: peixinhos, rãs, caranguejos, lesmas, tatuzinhos, etc.
 

Conhecendo as Flores Ornamentais


FloresEm mensagem anterior, focalizamos as flores do ponto de vista botânico. Além de serem os órgãos reprodutores das plantas superiores, as flores são admiradas pela beleza de suas formas e cores e se perfume, sendo utilizadas para ornamentação.
As plantas floríferas são cultivadas em floriculturas e jardins, públicos ou residenciais.
As floriculturas geralmente são administradas por profissionais e visam o abastecimento dos mercados floristas. Os amadores cultivam flores em jardins residenciais ( canteiros ) ou em vasos.
As plantas floríferas podem ser de ciclo curto ou longo. As de ciclo curto vivem desde 1 ano até 3 anos; florescem uma ou mais vezes e necessitam ser plantadas de novo. Exemplos: amor-perfeito, petúnia, margarida, boca-de-leão, ervilha-de-cheiro, etc. As floríferas de ciclo longo têm um ciclo de vida superior a 3 anos, tais como: roseira,primavera, angélica, camélia, violeta, etc.
O plantio das plantas floríferas pode ser feito de várias maneiras: sementes, mudas, estacas, bulbos, etc.
Muitas plantas floríferas são trepadeiras, tais como: alamanda, maracujá ( flor-da- paixão ), roseira, primavera, etc.; algumas são epífitas, como as orquídeas; e outras são aquáticas, como: nenúfar, vitória-régia, etc.
 
 
 
 
 
 
 

Conhecendo a Dispersão das Sementes


  Fotos de floresAs sementes são os órgãos de reprodução das plantas superiores, isto é, que produzem flores (Fanerógamas). Elas resultam do amadurecimento do ovário da flor e precisam ser dispersadas para garantir a sobrevivência das plantas. A disseminação das sementes é feita por vários agentes, tais como: vento, água, animais e o próprio homem.
Algumas sementes, como as das orquídeas, são tão pequenas e leves que basta ma ligeira brisa para dispersá-las. Outras plantas desenvolveram estruturas apropriadas para facilitar o seu transporte pelos agentes de dispersão.
Muitas sementes dependem dos animais para a sua distribuição. Neste caso, apresentam ganchos ou espinhos, como o picão e o carrapicho, os quais se prendem aos pêlos dos animais ou à roupa do homem. Outras desenvolveram expansões finas e dilatadas que funcionam como pára-quedas, como é o caso da paineira e da barba-de-bode.
Algumas leguminosa, como a ervilha, quando as vagens secam, se abrem e lançam as sementes à certa distacia da planta.
Animais frugívoros (que comem frutas), como o esquilo, também contribuem para espalhar as sementes de certas plantas.
Outras sementes, como as do lótus, flutuam na água, graças aos espaços cheios de ar que possuem.
A erva-de-passarinho é uma planta parasita, cujas sementes viscosas são dejetadas por passarinhos e grudam nos ramos da p lanta hospedeira, onde germinam.

Conhecendo os Animais que Voam

 
 


Os animais que voam são aqueles providos de asas, a saber: a) aves; b) insetos adultos; c) morcego.
As asas são apêndices torácicos que funcionam como órgão motor e como superfície de sustentação, que permitem a certos animais locomover-se no ar ( voar ) ou manter-se no ar flutuando ( planar ).
No caso das aves, são duas as asas, constituídas pelos membros anteriores modificados: os dedos têm tamanho reduzido e os ossos do pulso são alongados e soldados, formando uma estrutura de apoio para as penas de vôo. As asas são ligadas ao esqueleto por articulações móveis. A força necessária para voar é dada por dois músculos peitorais, que agitam as asas.
No caso dos morcegos, as asas são os membros anteriores modificados, formados por uma membrana coberta de pêlos, que une os quatro dedos muito alongados de cada mão; só os polegares ficam fora da asa, sendo usados pelo morcego para se dependurar.
Dentre as aves, possuem excelente aptidão para o vôo: a) as aves marinhas ( albatroz, gaivota, pelicano ); b) as aves de rapina (águia, falcão, gavião); c) a maioria dos pássaros (andorinha, beija-flor, pombo ). O beija-flor é a única ave que paira no ar, agitando as asas, para sugar o néctar das flores.
Dentre as aves que não voam, destacam-se os pingüins, cujas asas foram transformadas em nadadeiras; e as ratitas ou aves corredoras ( avestruz, ema, casuar ). Possuem baixa aptidão para o vôo: galinha, peru, pavão, codorna.
No caso dos insetos, só as formas adultas aladas (com asas) voam, podendo ter um único par de asas ( mosca, mosquito ) ou dois pares de asas ( cigarra, gafanhoto, besouro ). Não voam os insetos adultos desprovidos de asas ( traça, formiga, cupim ) e as formas lar-
vais ( lagartas ).
Dentre os mamíferos, à rigor só os morcegos conseguem realizar vôo autêntico. Porém, existem várias espécies que se deslocam pelo ar, planando ou saltando de um galho para outro. Assim, os chamados esquilos-voadores e lêmures-voadores, na realidade não voam mas planam no ar, flutuando com o auxílio de membranas que unem os membros anteriores aos posteriores.
 

Conhecendo os Animais Quadrúpedes

 



O termo quadrúpedes é usado para designar os animais que têm quatro patas, em contraposição aos bípedes ( duas patas ) e aos ápodes ( sem patas ). As aves, o canguru e o homem são exemplos de bípedes, enquanto a baleia, os peixes e as cobras são ápodes.
Entre os mamíferos quadrúpedes, distinguem-se dois tipos de patas: a) com garras; b) com cascos.
São quadrúpedes possuindo patas com garras: a) desdentados - tatu, tamanduá, etc.; b) insetívoros - ouriço, toupeira, etc.; c) roedores - rato, paca, capivara, etc.; d) felinos - gato, leão, tigre, onça, etc.
São quadrúpedes possuindo patas com cascos: a) perissodáctilos - cavalo, burro, anta, elefante, etc.; b) artiodáctilos - boi, cabra, carneiro, veado, etc.
Além dos citados mamíferos, também são quadrúpedes: a) anfíbios - sapo, rã, perereca, etc.; b) lacertílios - lagarto, camaleão, jacaré, crocodilo, etc.; c) quelônios - cágado, jabuti, tartaruga,etc.
Os quadrúpedes de patas com cascos abrangem diversos animais domésticos, quer ruminantes - boi, cabra, carneiro, etc., quer não-ruminantes - cavalo, burro, porco, etc.
 
 
Banner
Banner

Banner

    Viva plenamente!!!
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner