Sertânia-PE-Sob a Proteção
de Nossa Srª. da
Imaculada da Conceição

Ricardo Fotografias

Para reflexão

Perfil

 

Engenharia Elétrica

Visitas

2033994
HojeHoje128
OntemOntem498
Esta SemanaEsta Semana128
Este MêsEste Mês7031
TodasTodas2033994

Luiz da Silva Dodô

Banner

Raimundo Sá Laet (Mundico)

Banner

Marcos Cordeiro

Banner

Waldemar Cordeiro

Banner

 

comício

Editorial PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 12
PiorMelhor 
Escrito por Administrator   
Qui, 11 de Novembro de 2010 08:32
A caprino-ovinocultura no mundo dos pequenos animais, descortina-se, então, como um mundo novo para negócios. Cantada em verso e prosa na literatura mundial, até nos livros bíblicos, a caprino-ovinocultura está nascendo no Brasil depois de 500 anos de adequação ao status-quo de novo mundo. Um negócio tão antigo que alicerçou a economia de tantas civilizações antigas, mas continua em voga na modernidade em todos os quadrantes do planeta.
O potencial da caprino-ovinocultura, mal foi tocado no Brasil. O país tem condições para produzir “burrego verde ou cabrito verde “ para abastecer o planeta inteiro ao mesmo tempo. As crianças do país precisão do leite especial das cabras e ovelhas. A atividade, portanto, como investimento, tem tudo para dar certo.
A carne de caprinos é ideal para crianças e idosos, devido a fineza das moléculas e a própria composição.
O leite de cabra já foi tido como milagroso. Hoje, o leite vem sendo utilizado em pesquisas biogenéticas incríveis. É um insumo do terceiro milênio. O leite de cabra é muito fabuloso para se investir.
A caprino-ovinocultura em Pernambuco, mas precisamente em nosso município, já é uma realidade, faltando apenas mais profissionalismo no setor de produção. Os anos (70) setenta em nosso município foram especiais.
Lembrando a importação de animais com uma genética especial da raça Anglo-nubiano pela fazenda Cachoeira, vindas da Inglaterra, tinhamos ainda o primeiro caprino sendo registrado da raça moxotó e a primeira exposiçao do Brasil especializada em caprinos e ovinos, a fundação APECCO (Associação Pernambucana dos Criadores de Caprinos e Ovinos de Pernambuco), a criação da COOPSER (Cooperativa Agropecuária de Sertânia Ltda). Tudo isso, demostrando que os criadores sertanienses sempre tiveram voltados para o futuro. Quando dizem berço da caprino-ovinocultura do nordeste, com certeza foi pela grande influência do nosso rebanho, no melhoramento genético de todos estados do nordeste.
Hoje estamos vivendo o trigéssimo sétimo ano de exposição (37 anos). Nosso município já tem como atender as expectativas de criadores e consumidores, com a implantação do Centro de Excelência de Derivados de Carne e Leite de Caprinoe e Ovinos (CEDOCA).
A cada ano, a Expocose surge com um novo designer, evidenciando a caprino-ovinocultura recompensa os investimentos. Ao mesmo tempo, esmera-se a parte cultural, trazendo cursos inovadores, congressos, palestras, debates, etc. Para todas etapas de um empreendimento.
É uma festa? Sim, e também um palco para negócios vantajosos para todos.
 
 
Banner
Banner

Banner

    Viva plenamente!!!
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner